Correto descarte de medicamentos vencidos é tema de propositura

12 de novembro de 2010 ·

Adriano Corazzari que já havia solicitado à administração, recipientes para o descarte de medicamentos vencidos, pede que seja firmado contrato com empresa especializada permanente para retirada do material

O vereador Adriano Corazzari (PSB) solicitou a Prefeitura, por meio da Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente, que seja firmado um contrato com empresa especializada para recolhimento e correta destinação de medicamentos com prazo de validade expirado. Ainda este ano o vereador apresentou indicação a Prefeitura para que fossem disponibilizados pontos de coleta e recipientes exclusivos para colocação destes materiais.

O assunto voltou a ser tratado nesta semana pelo vereador, que cobrou da municipalidade a efetivação de contrato com empresas especializadas para que o material coletado no município possa ter o destino correto e não venha contaminar rios e lagos do município, ao serem descartados de maneira errada, prejudicando animais e a própria saúde dos municípes.

A preocupação do vereador tem fundamento, já que dados do Ministério da Saúde revelam que o descarte inadequado dos remédios - principalmente antibióticos – contribui para contaminação dos lençóis freáticos, o que pode ocasionar o desenvolvimento de bactérias resistentes a estas substâncias, trazendo riscos à saúde da população. “Não é somente um pedido de caráter ambiental, mas, sobretudo, de saúde pública”, justificou.

Banco de Remédios Municipal

Outra ideia relembrada pelo vereador nesta semana, que já foi apresentada ao Executivo e é condizente ao tema, é a criação de “Banco de Remédios Municipal”, iniciativa que visa o recebimento de remédios de pessoas físicas e jurídicas que estejam em adequadas condições de uso e repasse às famílias carentes.

A proposta sugere ao banco distribuir aos pacientes remédios doados que estejam em bom estado de conservação em até 45 dias antes da data de vencimento. Quem quiser receber os medicamentos deverá apresentar a receita médica, a qual deverá ficar armazenada para controle.

A entrega dos medicamentos vai ser realizada de acordo com o estoque, que será atualizado semanalmente e terá suas informações disponíveis no site da prefeitura. A intenção do parlamentar é ajudar famílias carentes com dificuldade para adquirir medicamentos devido ao alto custo, ao mesmo tempo em que elimina o desperdício, já que dependendo da enfermidade, nem metade das drágeas são utilizadas no tratamento.

1 comentários:

Criss disse...
19 de novembro de 2010 11:09  

Feliz em ver a sugstão em andamento :)

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget